Grupamento de ações (ou inplit)

Direto ao Ponto
Grupamento de ações (ou inplit)

O grupamento de ações acontece sempre que uma empresa decide unir, ou, como preferem os analistas, condensar suas ações. O objetivo é reduzir a volatilidade dos papéis e os riscos inerentes a eles.

O inplit, grupamento de ações, é o oposto ao split (desdobramento de ações). Ele também é determinado pelo Conselho de Administração da empresa. Na prática, o inplit funciona da seguinte forma: digamos que a empresa optou pela proporção 10/1. Então, o investidor irá dividir a quantidade de ações que tem em carteira daquela empresa por 10. Mas o valor da carteira continua o mesmo.

O desdobramento de ações , também chamado de split, é uma jogada para deixar mais gente interessada nos ativos. Já o grupamento, ou inplit, é uma tentativa de sair da crise e dar a volta por cima. Um é o oposto do outro.

Um jeito fácil de visualizar é imaginar que uma ação é um pedacinho de uma barra de chocolate. Enquanto o split ‘divide’ uma ação em muitas outras, o grupamento de ações ‘junta’ várias em uma só com o intuito de aumentar o preço unitário da ação.

Em resumo, o desdobramento de ações acontece sempre que há uma valorização da empresa no mercado e ela decide, então, baratear o preço para atrair novos investidores. Deixa os investidores curiosos e animados.

Mas quando as ações estão em queda, o grupamento surge como uma opção para tentar aumentar o valor do ativo. É uma tentativa de reduzir a volatilidade  dos papéis e os riscos vinculados a eles. Mas é preciso ter atenção.

Por que o grupamento de ações acontece?

Em 2015, a Bolsa de Valores brasileira, a B3, passou a notificar as empresas que têm ações ou units sendo negociadas abaixo de R$ 1 durante 30 pregões consecutivos. Essas empresas devem, portanto, realizar o grupamento de ações. As companhias que descumprirem a regra poderão receber multa ou até mesmo terem suas negociações suspensas.

Os gestores e analistas de mercado fazem um alerta. O inplit não significa uma valorização automática das ações que passaram por este processo. Portanto, se uma cotação vem caindo sistematicamente por uma série de fatores, a chance disso continuar a acontecer mesmo depois do grupamento é grande.

Glossário  Ações Ir para: Verbetes

Conheça os termos mais importantes para enriquecer a sua Inteligência Financeira

Direto ao Ponto
Blue Chip

Blue chips (ou large caps) são empresas listadas na Bolsa de Valores e que têm valor de mercado acima de R$ 40 bilhões.…

Leia Mais Ir para:
Direto ao Ponto
Oferta hostil

Também conhecida como aquisição hostil, a oferta hostil acontece quando uma empresa ou um grande investidor toma o controle de uma companhia listada em Bolsa, comprando suas ações.…

Leia Mais Ir para:
Direto ao Ponto
Minoritários

Acionista minoritário é aquele que tem menos de 50% das ações de uma empresa.…

Leia Mais Ir para:
Direto ao Ponto
Mercado fracionário

O lote padrão de uma empresa listada na Bolsa de Valores tem 100 ações. No mercado fracionário, este lote é "quebrado" e o investidor pode comprar de uma a 99 ações.…

Leia Mais Ir para:
Direto ao Ponto
Direito de subscrição

Direito de subscrição é a preferência dada ao acionista para adquirir mais ações, quando uma empresa decide fazer uma nova captação (follow on).…

Leia Mais Ir para:
Swiper Próximo
Swiper Anterior

Você também pode gostar 🔽

Redação IF Publicado em 19.ago.2022 às 08h04
Alerta de seca na China e perdas no setor de tecnologia derrubam bolsas da Ásia

Onda de calor mais intensa em seis décadas pode prejudicar a expectativa de recuperação rápida da economia chinesa

3 min
Valor Econômico Atualizado em 19.ago.2022 às 06h40
Leilão de aeroportos arrecada R$ 2,72 bilhões em outorgas

Única interessada no bloco liderado por Congonhas, a espanhola Aena arrematou o lote com ágio de 231%. O certame também marcou a estreia da XP Asset no setor aeroportuário

2 min
Redação IF Publicado em 18.ago.2022 às 16h51
Juros futuros fecham em alta após megaleilão do Tesouro

Os juros futuros encerraram o pregão desta quinta-feira (18) em alta, na contramão dos rendimentos dos títulos do Tesouro americano

1 min
Itaú Meu Negócio