Balança Comercial

Direto ao Ponto
Balança Comercial

A diferença entre o valor adquirido com as exportações e o valor gasto com as importações em um país é chamado de balança comercial.

A balança comercial é um dos indicadores para a análise da situação econômica de uma nação e também sua posição em relação aos outros países. Quando há mais importações do que exportações, houve mais gastos do que vendas, caracterizando o chamado déficit comercial. Por outro lado, quando o país consegue vender mais e comprar menos, estará com um superávit comercial. Caso o valor das exportações seja igual ou muito próximo ao valor das importações, então o país estará em um equilíbrio comercial.

Por que a balança comercial de países desenvolvidos é superavitária?

Uma característica importante das exportações diz respeito ao valor do material. Países desenvolvidos geralmente investem e detém conhecimentos científico e tecnológico, então exportam produtos com valor agregado mais alto, como acontece com aparelhos eletrônicos, medicamentos e maquinários. Esses países tendem a ter sua balança sempre superavitária.

Por que países mais pobres tem déficit na balança?

Por outro lado, países subdesenvolvidos exportam majoritariamente produtos primários, de baixo valor agregado, vindos do extrativismo, agricultura e pecuária. Portanto, é comum que um país venda, por exemplo, a matéria-prima para a fabricação de um smartphone no exterior e posteriormente recompre o produto final por um valor muito maior.

Balança comercial do Brasil

Segundo dados da Secretaria do Comércio Exterior, o Brasil exportou US$ 28,9 bilhões e importou US$ 20,7 bilhões em abril de 2022. Ou seja, a balança comercial brasileira teve um superávit de US$ 8,14 bilhões até aquele mês.

O Brasil é um dos maiores exportadores de commodities como minério de ferro, soja e petróleo. Outros produtos exportados pelo país são a carne bovina, carne de aves e cereais. Historicamente, a balança comercial do país é superavitária, mas a exportação brasileira é majoritariamente composta por produtos de baixo valor agregado, que são as commodities.

Fatores que influenciam a balança comercial

  • Protecionismo: busca importar menos e exportar mais para beneficiar os produtores nacionais. Para isso, o governo aumenta as taxas de importação e a demanda cai;
  • Taxa de câmbio: quando há desvalorização da nossa moeda em relação ao dólar. Os produtos exportados, então, ficam mais baratos e os importados, mais caros. O inverso acontece quando a moeda nacional se valoriza;
  • Oferta e demanda: quando um país não está em um bom momento em sua economia, passa a importar menos, impactando a balança comercial e a do país exportador.

Colaborou Anne Dias

Glossário  Economia Ir para: Verbetes

Conheça os termos mais importantes para enriquecer a sua Inteligência Financeira

Direto ao Ponto
Banco Central (BC)

Banco Central é a instituição responsável por gerir o sistema financeiro de um país, protegendo o poder de compra da moeda e a estabilidade da política econômica.…

Leia Mais Ir para:
Direto ao Ponto
FED

Federal Reserve Bank (FED) é o Banco Central dos Estados Unidos e é o responsável pela política monetária daquele país.…

Leia Mais Ir para:
Direto ao Ponto
Teto de gastos

Teto de gastos é um mecanismo que surgiu em 2016 e passou a ser aplicado em 2017, que nasceu com a missão de evitar o aumento da relação dívida pública/PIB. As despesas e os investimentos do governo ficam, assim, limitados aos mesmos valores gastos nos 12 meses anteriores terminados em junho e corrigidos pelo IPCA.…

Leia Mais Ir para:
Direto ao Ponto
Pro rata

Pro rata, ou pro-rata, é um termo usado no mundo da contabilidade, economia, direito e finanças que indica divisões iguais de um valor. A distribuição de dividendos entre acionistas é um exemplo de pro rata.…

Leia Mais Ir para:
Swiper Próximo
Swiper Anterior

Você também pode gostar 🔽

Redação IF Publicado em 15.ago.2022 às 11h57
Minério de ferro recua 4,1% no norte da China, para US$ 104,40 por tonelada

Os preços do minério de ferro iniciaram a semana em forte queda no mercado transoceânico, em meio à inesperada desaceleração da economia chinesa em julho. O país asiático é o maior consumidor da commodity no mundo. No norte da China, o minério com teor de 62% de ferro caiu 4,1%, para US$ 104,40 por tonelada, […]

Manhã Inteligente Publicado em 15.ago.2022 às 10h42
Semana com expectativa do mercado de alta na indústria de Brasil e EUA

Saiba os destaques da agenda econômica e o que pode mexer com seu bolso e investimentos

Visão de Líder Atualizado em 15.ago.2022 às 11h00
‘Não tem mágica. Investir é uma maratona, não uma corrida de cem metros’, diz Roberto Setubal no Visão de Líder

Em entrevista exclusiva à Inteligência Financeira, o copresidente do Conselho de Administração do Itaú Unibanco, Roberto Setubal, fala sobre as perspectivas e os desafios para o Brasil e o mundo, e conta o que mudou no banco em seus 23 anos como CEO – e o que o banco mudou nele

Denyse Godoy Atualizado em 15.ago.2022 às 09h52
Mercado vê inflação em queda, juros estáveis e PIB maior ao final do ano, diz Focus

Cenário mais positivo está retratado na pesquisa semanal do BC com analistas de instituições financeiras

Itaú Meu Negócio