B2B

Direto ao Ponto
B2B

B2B é o modelo em que uma empresa faz negócio com outras empresas.

São operações que demandam maior tempo, são criteriosas por se tratarem de empresas. Frequentemente são comercializados grandes volumes de cada vez, mas existe uma maior preocupação com qualidade, prazo de entrega e garantias. Os clientes costumam ser fiéis e fazer pedidos periódicos.

A sigla B2B vem da abreviação de Business to Business. Veja alguns exemplos:

  • uma siderúrgica que vende material para construtoras;
  • um fabricante de pneus que negocia com montadoras;
  • atacadistas que vendem para lojistas.

Vantagens e desvantagens

Esse modelo tem suas vantagens e desvantagens. Vamos às vantagens:

  • Precificação: em geral, há uma precificação mais alta do que na venda ao varejo, já que envolve grandes quantidades de produtos ou serviços;
  • Estabilidade: geração de um relacionamento de longo prazo;
  • Escalabilidade: as empresas têm compras mais constantes do que as pessoas. Assim, a empresa consegue crescer mais rapidamente.

Entre as desvantagens, temos:

  • ciclo de vendas mais longo: o B2B envolve um número maior de decisões, feedbacks, pessoas e um ticket médio mais alto;
  • clientes exigentes: o comprador é uma pessoa experiente que já pesquisou e conhece bem o mercado;
  • desafios maiores para conhecer o cliente: as empresas podem ser mais restritas para falarem de seus ambientes. Nem sempre uma companhia vai abertamente expor qual é a sua fraqueza ou problema.

Colaborou Anne Dias

Glossário  Empresas Ir para: Verbetes

Conheça os termos mais importantes para enriquecer a sua Inteligência Financeira

Direto ao Ponto
Blue Chip

Blue chips (ou large caps) são empresas listadas na Bolsa de Valores e que têm valor de mercado acima de R$ 40 bilhões.…

Leia Mais Ir para:
Direto ao Ponto
Relação com Investidores (RI)

O RI combina marketing, comunicação institucional e finanças. Seu objetivo é fornecer ao mercado e stakeholders informações sobre o desempenho da empresa.…

Leia Mais Ir para:
Direto ao Ponto
Juros sobre capital próprio (JCP)

Juros sobre capital próprio (JCP) é uma maneira de empresas de capital aberto distribuir lucro aos investidores. Os JCP são semelhantes aos dividendos, com diferença no Imposto de Renda, e foram inventados pelo mercado financeiro brasileiro.…

Leia Mais Ir para:
Direto ao Ponto
Pro rata

Pro rata, ou pro-rata, é um termo usado no mundo da contabilidade, economia, direito e finanças que indica divisões iguais de um valor. A distribuição de dividendos entre acionistas é um exemplo de pro rata.…

Leia Mais Ir para:
Swiper Próximo
Swiper Anterior

Você também pode gostar 🔽

Redação IF Publicado em 15.ago.2022 às 11h57
Minério de ferro recua 4,1% no norte da China, para US$ 104,40 por tonelada

Os preços do minério de ferro iniciaram a semana em forte queda no mercado transoceânico, em meio à inesperada desaceleração da economia chinesa em julho. O país asiático é o maior consumidor da commodity no mundo. No norte da China, o minério com teor de 62% de ferro caiu 4,1%, para US$ 104,40 por tonelada, […]

Redação IF Publicado em 15.ago.2022 às 11h52
Cosan tem Ebitda no 2º tri acima do consenso, com melhores volumes em Raízen, diz Goldman Sachs

O Goldman Sachs tem recomendação neutro para as ações da Cosan, com preço-alvo de R$ 20,40, abaixo do valor de R$ 21,03 negociado no momento na B3

Redação IF Atualizado em 15.ago.2022 às 11h47
Cemig tem 2º tri acima de expectativas apesar de pressões inflacionárias, diz XP

A XP manteve recomendação neutra para Cemig com preço-alvo de R$ 13, potencial de alta de 6,6% ante o valor negociado no momento na B3

Valor Econômico Publicado em 15.ago.2022 às 11h39
No vermelho, Natura vai enxugar a holding

Se cortes tivessem sido feitos em 2021, as despesas corporativas poderiam ter caído 40%, diz CEO global

Visão de Líder Atualizado em 15.ago.2022 às 11h00
‘Não tem mágica. Investir é uma maratona, não uma corrida de cem metros’, diz Roberto Setubal no Visão de Líder

Em entrevista exclusiva à Inteligência Financeira, o copresidente do Conselho de Administração do Itaú Unibanco, Roberto Setubal, fala sobre as perspectivas e os desafios para o Brasil e o mundo, e conta o que mudou no banco em seus 23 anos como CEO – e o que o banco mudou nele

O Globo Publicado em 13.ago.2022 às 08h44
Eletrobras registra queda de 45% no lucro líquido no segundo trimestre

Imbróglio de usina em Santo Antônio e variação cambial impactaram ganhos com privatização

Redação IF Atualizado em 12.ago.2022 às 17h20
Natura decepciona com geração de caixa, Aesop e Body Shop; ação (NTCO3) despenca 10,4%

Fábio Barbosa, novo presidente, diz que geração de caixa e corte de custos são prioridade agora

Itaú Meu Negócio