Saiba como proteger seus investimentos contra golpes

Confira dicas de proteção e o que fazer caso seus investimentos sejam fraudados

A cultura de investir vem se popularizando cada vez mais. Porém, infelizmente, esse fenômeno também atrai criminosos, que tentam tirar proveito dos novos investidores. Recentemente, pesquisa feita pela CVM (Comissão de Valores Mobiliários) e pela Anbima (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais) mostrou que quase metade das pessoas cairia em um golpe de investimento.

Segundo o head de segurança do C6 Bank, José Luiz Santana, atualmente existem duas principais vertentes de golpes.

A primeira é por meio do roubo ou furto de celulares, onde o criminoso não está interessado no aparelho em si, mas nas informações guardadas nele. “Aplicativos financeiros são um grande alvo de golpes, assim como informações pessoais, sigilosas e acessos a redes sociais, que são usadas para aplicar outros golpes em pessoas conectadas à vítima”, diz.

A outra vertente é chamada de golpes de engenharia social, nos quais o criminoso se conecta com a vítima, geralmente por meio digital, e oferece algo muito vantajoso.

Alguns exemplos são o ‘Golpe da Falsa Central’, onde o golpista finge que está falando da central de atendimento de um banco e convence a pessoa a executar ações, dar a senha ou credenciais. Dessa forma o criminoso pode acessar o aplicativo financeiro da pessoa sem que ela saiba.

Existem até mesmo golpes que exploram o lado sentimental, nos quais o malfeitor se passa por um membro familiar dizendo que precisa de dinheiro e pede uma transferência ou pagamento de boleto. 

Veja abaixo dicas para proteger seus investimentos de golpes:

Evite golpes buscando instituições financeiras reconhecidas

Para Santana, a primeira coisa a se fazer para proteger os seus investimentos de golpes é utilizar apenas bancos e corretoras amplamente conhecidas para aplicar seu dinheiro.

Desconfie de promessas absurdas

Outro ponto é sempre desconfiar de promessas de rentabilidades irreais, descontos absurdos e ofertas boas demais para ser verdade. Portanto, estude e conheça o mercado para não ser atraído para golpes irreais.

Nunca passe senhas ou credenciais

O especialista também alerta para que o investidor nunca passe senha, códigos de segurança em ligações. 

Proteja suas senhas 

Para proteção em caso de roubo ou furto de aparelhos que contém aplicativos de bancos e instituições financeiras é importante usar senhas fortes. Ademais, evite deixar informações sigilosas anotadas no próprio celular.

Descobri que caí em um golpe. O que devo fazer?

“A primeira coisa é ligar para a instituição financeira de onde o dinheiro saiu. Ela vai poder atuar mais rapidamente e verificar para onde foi o dinheiro”, afirma Santana. 

Leia a seguir

Leia a seguir

Além disso, deve-se entrar em contato com as autoridades para informar sobre o golpe. Abra um Boletim de Ocorrência e, caso tenha fornecido senhas ao criminoso, como do aplicativo bancário ou das redes sociais, troque todas elas, alerta o head de segurança.