Score de crédito: como vai o seu?

O score é a pontuação da sua saúde financeira e pode ajudar - ou dificultar - a tomada de empréstimo

Você na mira do crédito
– Ilustração: Renata Miwa

Pontos-chave

  • O score mede a probabilidade de você honrar compromissos financeiros
  • Para ter uma boa nota, você precisa ter o controle de receita e despesas

Você provavelmente já ouviu falar em score de crédito. A famosa (e muitas vezes temida) pontuação impacta diretamente seu dia a dia. A verdade é que todo mundo, em algum momento, vai precisar de crédito. Seja para ter um cartão, financiar um imóvel ou até mesmo comprar um carro. E é nesse momento que o score faz a diferença. “Ele nada mais é do que o indicador de que aquela pessoa é ou não uma boa pagadora. O score indica a possibilidade dela não conseguir pagar o crédito que está contratando”, explica Carlos Castro, planejador financeiro CFP pela Planejar. 

A pontuação vai de 0 a 1.000 e mede a probabilidade de você pagar as contas e não se endividar nos próximos meses. Existem três faixas de risco: de 0 e 300 (alto risco), de 300 a 700 (risco médio) e acima de 700 (risco baixo). Quanto menor o score, maior as chances de não honrar o compromisso e mais difícil (e caro) se torna conseguir um crédito.

“O mercado usa essa ferramenta como um norte para mensurar riscos”, explica Heber Alves, gerente de produtos sênior na Serasa. O cálculo é feito por birôs de crédito, bancos e outras empresas. Cada instituição pode ter o seu score. No caso da Serasa, que tem um dos mais conhecidos, a pontuação é feita com base em três blocos de informações – é bom conhecê-las para que você saiba de antemão a quantas anda sua pontuação:

Histórico de crédito

É seu histórico de comportamento e a forma como você se relaciona com crédito ao longo do tempo. Aqui ficam as informações de créditos que você já contratou, quais os tipos, por quanto tempo, se você pagou em dia as parcelas e se atrasou em algum momento.

Histórico financeiro

O segundo bloco reúne informações de pagamento de dívidas e contas. Se por algum motivo você não pagou suas contas e teve dívidas incluídas no cadastro de inadimplência da Serasa, isso terá um peso no score. Neste bloco está registrado o tipo de dívida, quanto tempo ela ficou em aberto e se já foi paga ou não. 

Consulta de CPF

O terceiro bloco leva em consideração o número de vezes em que seu CPF foi consultado por empresas. Quanto mais consultas, menor pode ser sua pontuação. “Isso pode gerar uma desconfiança e indicar que você está tomando bastante crédito e que talvez não consiga honrar o compromisso”, explica o planejador Carlos Castro.

Tomar crédito exige planejamento e consciência

Não existe uma fórmula mágica para manter uma boa pontuação. O score nada mais é do que um reflexo da sua saúde financeira e de como você lida com as contas no cotidiano. “Você precisa se conhecer financeiramente, ter um controle da sua receita e despesas e manter esse saldo positivo, gastando menos do que ganha”, ressalta Heber Alves, da Serasa. Pagar as contas em dia e mostrar para o mercado que você tem uma “boa relação” com o crédito te ajudam a manter um score alto. 

Mais do que isso, segundo ele, você precisa assumir compromissos de forma consciente. No caso da tomada de crédito, os juros mais altos exigem planejamento e atenção redobrada. “Primeiro você precisa ter certeza que as parcelas cabem na sua renda e não vão comprometer muito das suas finanças. Além de analisar as taxas e condições, você precisa buscar o tipo de crédito certo para aquela finalidade”, explica Alves. 

O crédito consignado costuma ter taxas menores quando comparado a outras opções, já que as parcelas são deduzidas diretamente da folha de pagamento ou da aposentadoria. “Se você deseja comprar um imóvel, por exemplo, o crédito imobiliário pode ser mais indicado. Ele foi justamente feito para isso, já que tem um prazo maior de pagamento. O importante é encontrar a melhor opção e conseguir boas ofertas e condições. E como isso é possível? Com um bom score e saúde financeira”, afirma Alves.


Você também pode gostar
Redação IF Publicado em 12.maio.2022 às 12h41
Magalu lança conta digital sem mensalidade e cartão de crédito para empresas

A fintech Magalu anunciou nesta quinta-feira o lançamento de dois produtos, um cartão de crédito corporativo e uma operação de empréstimo pessoal para pessoas físicas

Redação IF Atualizado em 06.maio.2022 às 15h22
Alta da Selic encarece de crédito imobiliário a cheque especial. Entenda

Taxa média de juros no rotativo do cartão saltou de 327% para 355,19% em um ano e agora deve subir mais

Redação IF Publicado em 03.maio.2022 às 15h21
Fintechs querem dar empréstimos com smartphones ou notebooks como garantia

Projeto de lei está na pauta de votações da Câmara dos Deputados esta semana e é um item prioritário da agenda econômica do governo

Redação IF Atualizado em 18.mar.2022 às 09h29
Saque extra do FGTS começa em abril; confira o calendário

Cada trabalhador poderá sacar até R$ 1 mil das suas contas

Gustavo Zanfer Atualizado em 17.mar.2022 às 20h06
Tem dívidas? Corujão Serasa Limpa Nome tem horário de atendimento presencial ampliado em SP

São Paulo capital terá atendimento das 4h às 23h na sexta-feira (18) e das 8h às 20h no sábado (19); mais de 100 dão descontos de até 99% da dívida

Isabella Carvalho Publicado em 09.mar.2022 às 09h00
Meu primeiro imóvel: como escolher a melhor opção de financiamento

Com a alta da Selic, as instituições financeiras devem repassar o aumento para os financiamentos