O que você pode aprender com os robôs investidores

A inteligência artificial está cada vez mais sofisticada, mas segue princípios básicos que você também pode usar com suas finanças

Algoritmos e Investimentos
– Ilustração: Marcelo Andreguetti/IF

Pontos-chave

  • Mesmo com uma capacidade operacional enorme, os robôs diversificam os investimentos
  • Faça como os algoritmos: defina um objetivo e não se deixe levar pelo otimismo nem pelo pessimismo

Fundos operados por robôs já são uma realidade no Brasil. Eles crescem ano a ano e atraem muitos investidores, mas mesmo quem não aposta na gestão quantitativa pode aprender com o modo de operar dos algoritmos. Eles são sofisticados e é preciso muito estudo para desenvolvê-los, mas os princípios que as máquinas seguem são relativamente simples e podem ser aplicados nas operações de qualquer um. Aqui vão algumas lições que os algoritmos investidores nos ensinam:

Estude antes de investir

Uma das grandes vantagens em ter a inteligência artificial analisando todas as movimentações do mercado é a enorme eficiência que ela acrescenta à operação. “Os algoritmos nunca se esquecem de variáveis relevantes. Se é para olhar 20 variáveis, eles olham, diferentemente de um trader humano”, diz Victor Dweck, gestor e cofundador da Quantamental, empresa incorporada pela Itaú Asset neste ano. 

Aqui, os robôs nos mostram a importância de analisar a maior quantidade de variáveis possível no mercado. É claro que não temos a mesma capacidade das máquinas, mas grande parte do sucesso dos algoritmos pode ser creditada à preocupação em interpretar o maior número possível de informações antes de montar uma posição. 

Investir com base em “achismos” está longe de ser o modelo ideal. Portanto, quando for em investir em algo, pesquise e saiba para onde está indo seu dinheiro. 

Mais racional e menos emocional 

Sabemos que muitos investidores costumam operar com o coração em alguns momentos, desmontando posições na primeira queda ou comprando de maneira desproporcional tentando aumentar os ganhos. Mas os agentes do mercado dizem que os órgãos mais importantes para operar são cérebro e estômago, para definir uma estratégia e seguir com ela mesmo diante de volatilidade. E mesmo sem órgãos, os robôs dão aula nesse quesito.

Dweck diz que o algoritmo “não fica medroso quando está perdendo dinheiro e não ‘se acha o cara’ quando está ganhando, ele faz a posição do tamanho certo”. Eles mostram que é preciso desenhar uma boa estratégia e acreditar nela, mesmo em momentos de perda. 

Caio Castro, sócio da DAO Capital, conta que no segundo trimestre queria colocar mais dinheiro na Bolsa, mas os robôs mostravam que esta não era uma boa ideia: “nosso sinal de baixa volatilidade estava na casa do chapéu”. Ele decidiu confiar na estratégia que as máquinas desenharam e não se arrepende disto: “se eu tivesse aumentado a posição teria me dado mal”. 

Diversificação 

Quantas vezes você ouviu falar que diversificação é essencial para a construção de uma carteira vencedora? Pois aqui vai mais um exemplo que mostra a importância de apostar em vários ativos. “Tenho 12 traders (os robôs) que operam de forma distinta uns dos outros. Tem dia de ganhos e outros de perdas, mas, ao longo dos meses, eles são vencedores”, diz Victor Dweck.


Investir em quê? Encontre e compare investimentos de todo o mercado

Parceiro da Inteligência Financeira, o Investir em Quê? é sua fonte confiável para buscar onde investir com isenção, transparência e sem complicação

Você também pode gostar
Redação IF Publicado em 17.maio.2022 às 15h36
Muitos investidores de criptomoedas não sabem o que estão comprando, diz dirigente do BoE

Jon Cunliffe, do banco central britânico, intensificou o pedido para que as autoridades regulem os criptoativos

Redação IF Publicado em 17.maio.2022 às 14h22
Nubank: analistas veem resultados positivos, mas inadimplência gera cautela

Desde o IPO, em 8 de dezembro, quando foi precificado a US$ 9, o papel do banco digital acumula queda de 50,2%

Redação IF Publicado em 17.maio.2022 às 11h27
Ibovespa opera em alta e busca retomar marca de 110 mil pontos

Bolsa busca quinto dia de ganhos, em meio ao alívio no exterior

Valor Econômico Publicado em 17.maio.2022 às 07h47
Maior parte das ações na Bolsa acumula queda desde início de 2021

Das 100 ações do IBrX, 64 têm perda no período

Diogo Rodriguez Publicado em 16.maio.2022 às 17h04 Duração 1 min.
O que é investir? Basicamente, é emprestar dinheiro

A gente ouve falar muito em investimentos. Mas o que é investir? O que significa esse ato? Veja mais no Me Explica na IF

Redação IF Publicado em 16.maio.2022 às 15h16
Estrangeiros já sacaram R$ 12,6 bilhões da Bolsa em maio

Movimento positivo no ano diminuiu para R$ 45,03 bilhões