FGTS: Vale a pena aderir ao saque-aniversário? Veja o que dizem os especialistas

Com a chegada das festas de final de ano e início do novo ano, aumenta a tentação de acessar os recursos do Fundo

Saque aniversário FGTS
– Ilustração: Marcelo Andreguetti

O saque-aniversário é uma modalidade de resgate dos recursos do FGTS, que permite ao trabalhador sacar, sempre no mês de seu aniversário, uma parcela de seu FGTS. Com a chegada das festas de final de ano e início do novo ano, aumenta a tentação de acessar os recursos do Fundo. Afinal, é um dinheiro a mais para passar o fim de ano e enfrentar a crise econômica.

Antes de migrar para o saque-aniversário, no entanto, é preciso colocar na balança alguns fatores, como as perspectivas de permanência no emprego atual, o valor do saldo no Fundo e verificar se possui uma reserva de emergência, além de avaliar o destino final do dinheiro.

O FGTS é uma reserva financeira. Se você vai resgatar, tem que pensar em que uso vai dar ao dinheiro. É fundamental ter objetivos definidos para o dinheiro e algum planejamento, do contrário os recursos vão evaporar e você não terá aplicado e nem pago despesas emergenciais.

Veja à seguir as recomendações de especialistas sobre como usar bem o saque-aniversário do FGTS, caso você considere sacar o benefício.

  • Especialistas em finanças pessoais defendem que é preciso ter um propósito específico, como antecipar a parcela de uma dívida ou abater dívidas mais caras, para acessar o Fundo. A antecipação é positiva se for feita para trocar dívidas mais caras, como as feitas no cartão de crédito, por outras mais baratas.
  • Quem opta pelo saque-aniversário e perde o emprego não pode sacar todo o saldo da conta do FGTS na demissão sem justa causa. Recebe apenas a multa de 40%. Portanto, se você avalia que pode ser demitido sem justa causa, não deve optar pelo saque-aniversário porque é mais vantajoso receber a rescisão para quitar as dívidas e fazer uma aplicação financeira.
  • Nos casos em que o saldo no Fundo é pequeno e não há uma perspectiva de demissão no curto prazo, a retirada, desde que combinada com uma alternativa de investimento mais rentável, pode ser positiva.
  • Lembre-se, é preciso pensar no FGTS não só em termos de rentabilidade, mas também como uma reserva a ser usada no futuro. Quem tem saldo de até R$ 500 pode sacar até 50% do valor total. De R$ 500 a R$ 1 mil, o percentual cai a 40%, acrescido de R$ 50. Quem tem mais de R$ 20 mil, pode resgatar 5% com mais R$ 2.900.
  • Alguns bancos ainda permitem antecipar os saques. Quando esse tipo de operação é feita, o valor será bloqueado da conta do FGTS para ser debitado futuramente, no mês de aniversário. Ele será a garantia do banco credor.

Entenda como funciona o saque-aniversário

O que é?

O saque-aniversário uma modalidade de resgate dos recursos do FGTS, que permite ao trabalhador sacar, sempre no mês de seu aniversário, uma parcela de seu FGTS.

Como consultar o saldo?

O trabalhador pode consultar o saldo das suas contas no FGTS pelo App FGTS ou pelo site www.caixa.gov.br/extrato-fgts. Basta informar o CPF ou NIS (Número de Inscrição Social, também chamado de PIS/Pasep ou NIT). Quem ainda não tem senha precisa fazer um cadastro. É só clicar em “cadastrar/esqueci senha”.

Como solicitar o saque-aniversário?

Depois de verificar seu saldo, você pode informar que prefere a opção pelo saque-aniversário no próprio aplicativo. Basta escolher a opção nos campos disponíveis para saque. O prazo para aderir ao saque-aniversário e ter acesso a parte do saldo depositado nas contas neste ano termina sempre no último dia do mês de nascimento do trabalhador.

O saque fica disponível por três meses, a partir do primeiro dia útil do mês de aniversário do trabalhador.

Como solicitar o resgate?

É possível fazer a opção pelo App FGTS ou no site fgts.caixa.gov.br. Primeiro, é preciso fazer um cadastro e, depois, fazer a confirmação por e-mail e responder a algumas perguntas. Outra opção é ir a uma agência da Caixa.

Quais são as datas de resgate?

Desde junho de 2020 a liberação ocorre no mês de aniversário do trabalhador.

Arte: Reprodução CEF / Valor Investe

Como antecipar o saque-aniversário?

Depois de confirmar a modalidade, você pode pedir a antecipação do crédito. Quando você faz esse tipo de contratação, o valor será bloqueado da sua conta do FGTS para ser debitado futuramente. Para isso, clique na opção “Autorizar bancos a consultarem seu FGTS” na tela inicial. Selecione a opção “Empréstimo saque-aniversário”, aceite os termos e clique em continuar.

Posso aderir depois?

O trabalhador pode solicitar o saque-aniversário a qualquer tempo.

O que acontece em caso de demissão?

Quem aderir ao saque-aniversário perde o direito a resgatar os recursos em caso de demissão sem justa causa, passando a receber apenas a multa de 40% sobre o saldo do Fundo.

Quais são as outras formas de resgate?

No saque-aniversário, o trabalhador perde acesso ao saldo em caso de demissão sem justa causa, mas continuará tendo o direito de resgatar o FGTS nas demais modalidades previstas em lei, como para compra de imóveis ou em caso de doenças raras.

Qual é o valor do saque-aniversário?

O valor do saque-aniversário vai depender do montante que o trabalhador tem no Fundo. Quanto menor o saldo, maior a parcela que poderá ser resgatada (veja no quadro acima o percentual em cada caso).

Posso voltar atrás?

Caso resolva sair do saque-aniversário e voltar para a modalidade tradicional, chamada agora de saque-rescisão, terá de cumprir uma carência de dois anos. E, ainda assim, o saldo retido se houver demissão no período de vigência do saque-aniversário continuará preso.

Veja as sete faixas do saque-aniversário

Até R$ 500: saque de 50% do valor total

De R$ 500 até R$ 1.000: saque de 40% do valor total, acrescido de R$ 50

De R$ 1.000 até R$ 5.000: saque de 30% do valor total, acrescido de R$ 150

De R$ 5.000 até R$ 10.000: saque de 20% do valor total, acrescido de R$ 650

De R$ 10.000 até R$ 15.000: saque de 15% do valor total, acrescido de R$ 1.150

De R$ 15.000 até R$ 20.000: saque de 10% do valor total, acrescido de R$ 1.900

Acima de R$ 20.000: saque de 5% do valor total, acrescido de R$ 2.900


Você também pode gostar
Gustavo Zanfer Atualizado em 19.maio.2022 às 14h51
Como montar uma carteira de longo prazo?

É difícil, mas é importante ter uma estratégia financeira para daqui a alguns anos

Listas IF Atualizado em 18.maio.2022 às 17h29 Duração 1 min.
Pense bem antes de gastar no cartão de crédito

O que você pode fazer para gastar com sabedoria (e sem afobação)? Maju Marques dá quatro dicas para cuidar do seu dinheiro

Redação IF Publicado em 16.maio.2022 às 16h08
Por dentro de uma reunião dos devedores anônimos

Irmandade ajuda as pessoas a se livrarem do vício das compras

Anne Dias Publicado em 13.maio.2022 às 07h00
Qual é o peso da sorte e do azar no mundo dos investimentos?

O antídoto contra esta sexta-feira (13) no seu bolso é a educação financeira

Redação IF Publicado em 12.maio.2022 às 12h41
Magalu lança conta digital sem mensalidade e cartão de crédito para empresas

A fintech Magalu anunciou nesta quinta-feira o lançamento de dois produtos, um cartão de crédito corporativo e uma operação de empréstimo pessoal para pessoas físicas