Veja a opinião de analistas sobre os resultados da Via no 1º trimestre

Lucro da controladora despencou 90% em relação ao ano passado

Eletro: quanto gasta por mês?
– Ilustração: Marcelo Andreguetti

Pontos-chave

  • Vendas virtuais da companhia continuam crescendo
  • Inflação e desemprego vão continuar impactando resultados

A Via (VIIA3) reportou lucro atribuído à controladora de R$ 18 milhões no primeiro trimestre de 2022, queda de 90% em relação ao mesmo período do ano passado. O lucro líquido, por sua vez, foi de R$ 86 milhões, 52,2% menor na comparação com a base anual. Veja, abaixo, a opinião do mercado sobre os resultados da companhia e as perspectivas para as ações da empresa:

Itaú BBA: ganho de produtividade nas lojas

A Via reportou resultados melhores do que o esperado no primeiro trimestre de 2022, com destaque para o crescimento na lucratividade, apesar dos fatores contrários macroeconômicos e das vendas fracas em especial em lojas físicas, diz o Itaú BBA, em relatório. Os analistas Thiago Macruz, Helena Villares e equipe escrevem que as vendas brutas totais (GMV) on-line cresceram 4%, em linha com as estimativas, enquanto as vendas em lojas físicas continuaram a apresentar desempenho fraco, embora o retorno de vendas mesmas lojas para o território positivo indique uma recuperação.

A lucratividade, por sua vez, foi o destaque do trimestre, dizem os analistas. A empresa reportou um lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) de R$ 758 milhões, refletindo controle de despesas e ganhos de produtividade em lojas, gerando uma margem Ebitda de 10,2%, aumento de 2,5 pontos percentuais (p.p.).

“O desempenho positivo foi impulsionado por esforços comerciais e penetração alta no nível de margem bruta, alavancada por iniciativas aprimoradas de controle de despesas, apesar do cenário inflacionário”, dizem os analistas. “Esperamos que os investidores acompanhem de perto a evolução da melhoria de margem nos próximos trimestres.” Eles reconhecem, porém, que a empresa está exposta a uma perspectiva desafiadora.

O Itaú BBA manteve sua recomendação neutra para as ações da Via, com preço-alvo de R$ 4,7, potencial de alta de 69,7%.

XP Investimentos: crescimento do marketplace

A Via apresentou resultados robustos no primeiro trimestre, com a rentabilidade sendo o principal destaque no período, mas a dinâmica de curto prazo da companhia se mantém desafiadora, diz a XP. A casa aponta que o Ebitda ajustado veio 13% acima do esperado, enquanto a margem Ebitda melhorou 1,4 ponto percentual em um ano.

Os analistas Danniela Eiger, Gustavo Senday e Thiago Suedt escrevem que o volume bruto de mercadorias (GMV) da empresa cresceu 4%, impulsionado pelas vendas do marketplace, enquanto o GMV das lojas físicas subiu 3% devido ao plano de expansão da companhia combinado com uma base de comparação mais fácil.

“O lucro líquido foi de R$ 18 milhões, acima de nossas expectativas, explicado por resultados operacionais mais fortes que o esperado e subsídios fiscais, mais que compensando maiores despesas financeiras”, comentam.

A XP tem recomendação neutra para Via, com preço-alvo em R$ 7, potencial de alta de 160,2% sobre o fechamento de ontem.

Credit Suisse: pressão da inflação, juros e desemprego

Os resultados da Via no primeiro trimestre mostram sinais de crescimento, com melhora na dinâmica de receitas, mas não muda o cenário desafiador da empresa no curto prazo, diz o Credit Suisse. Os analistas Victor Saragiotto e Pedro Pinto informam que a companhia teve vendas nas mesmas lojas positiva em 0,3% no segmento físico, acima das estimativas, enquanto no canal de comércio eletrônico os indicadores vieram dentro do esperado. O lucro líquido de R$ 18 milhões nos primeiros três meses do ano também superou expectativas, com o banco suíço esperando prejuízo de R$ 51 milhões. O indicador foi ajudado por um lucro bruto em 30,7% e Ebitda ajustado em R$ 673 milhões.

Apesar dos números, o cenário macroeconômico desafiador, com inflação subindo, alta nos juros e taxa de desemprego elevada, vai continuar pressionando o operacional da companhia e as ações delonga duração.

O Credit Suisse tem recomendação neutra para Via, com preço-alvo em R$ 4, potencial de alta de 48,6% sobre o fechamento de ontem.

Citi: números piores do que o esperado

Os resultados da Via no primeiro trimestre de 2022 registraram crescimento abaixo do esperado, mas margens muito melhores, graças a um maior controle de despesas, especialmente despesas com funcionários, em uma mudança na forma de estratégia ante o ano passado, mais centrado no crescimento, avalia o Citi, em relatório.

A Via reportou um lucro de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) contábil ajustado de R$ 673 milhões, 32% acima da previsão do Citi, impulsionada principalmente por despesas de caixa muito abaixo do esperado, confirmando o compromisso da Via com um controle mais rígido sobre as despesas e foco renovado na melhoria da lucratividade, escrevem os analistas João Pedro Soares, Felipe Reboredo e equipe.

Eles destacam que, apesar do Ebitda melhor do que o esperado, as vendas líquidas ficaram 4% aquém do previsto, refletindo um crescimento das vendas brutas totais (GMV, na sigla em inglês) abaixo do esperado, principalmente nas lojas físicas, que ficou 6% abaixo das estimativas do Citi. No trimestre, foram inauguradas 22 lojas, dentro do plano de expansão da empresa, dizem os analistas.

Para eles, a notícia negativa do trimestre foi o aumento da alavancagem e deterioração da qualidade de crédito, realidade compartilhada por muitas empresas do varejo. A qualidade da carteira de crédito piorou, com inadimplência de 90 dias atingindo 9%, de 8,7% no trimestre anterior e 7,9% nos três primeiros meses de 2021.

“Continuamos acreditando que a Via continuará priorizando as margens (pelo menos este ano), que é o movimento lógico diante da realidade macro mais dura. A grande questão é como e quando a Via deve retomar o crescimento e ganhos de participação de mercado, principalmente em um ambiente mais desafiador no mundo on-line.”

O Citi manteve sua recomendação neutra para as ações da Via, com preço-alvo de R$ 2,77.

Com conteúdo VALOR PRO, o serviço de informação em tempo real do Valor Econômico


Você também pode gostar
Valor Econômico Publicado em 17.maio.2022 às 07h47
Maior parte das ações na Bolsa acumula queda desde início de 2021

Das 100 ações do IBrX, 64 têm perda no período

6 min
Valor Econômico Atualizado em 16.maio.2022 às 20h10
Magazine Luiza reverte lucro e tem prejuízo de R$ 161,3 milhões no primeiro trimestre

Rede afirma que o resultado reflete o aumento de despesas financeiras no período

2 min
Redação IF Publicado em 16.maio.2022 às 20h04
3 min
Redação IF Publicado em 16.maio.2022 às 19h58
Twitter tem sétimo dia de queda e recua 8,2% em NY em meio a incertezas de aquisição

Elon Musk disse que as negociações estão suspensas até ter mais dados sobre a atuação de contas falsas na plataforma

1 min
Diogo Rodriguez Publicado em 16.maio.2022 às 17h04 Duração 1 min.
O que é investir? Basicamente, é emprestar dinheiro

A gente ouve falar muito em investimentos. Mas o que é investir? O que significa esse ato? Veja mais no Me Explica na IF