Estrangeiros podem ser beneficiados pelos Fiagros

Proibidos de comprar e arrendar terras no Brasil, eles poderão ter o ativo em carteira

Fiagro
– Ilustração: Renata Miwa

Pontos-chave

  • Investidor poderia entrar em um fundo exclusivo, estruturado para apenas um cotista
  • Estratégia pode valorizar terras brasileiras

Os Fiagros foram criados para financiar o agronegócio, apoiar o produtor rural e, com isso, aprimorar o setor. O investidor brasileiro também tem vantagens, como a isenção do Imposto de Renda. Mas há um outro processo em andamento, bastante discutido pelo mercado, e que promete criar muita polêmica. O chamado “pulo do gato”, chamado assim por pessoas do mercado, que pode trazer grande valorização das terras brasileiras. Estamos falando sobre a possibilidade, aberta pelos Fiagros, de permitir que os investidores estrangeiros comprem terras rurais no Brasil.

Estrangeiros não podem arrendar terras no Brasil

O estrangeiro não pode arrendar e muito menos ser proprietário de terras no Brasil. Desde a década de 1970, a aquisição de terras por estrangeiros é regulada pela lei 5.709/71, que impede a compra ou o arrendamento por essas pessoas. E está em tramitação no Congresso o projeto de lei 2.963/19, já aprovado pelo Senado em 2020, que facilita esse processo.

De acordo com o texto do PL de 2019, os imóveis rurais adquiridos por sociedade estrangeira no Brasil também deverão obedecer aos princípios da função social da propriedade, previstos pela Constituição, como o aproveitamento racional e utilização adequada dos recursos naturais disponíveis, além da preservação do meio ambiente.

O assunto, claro, é antigo e o Fiagro teria o poder de mudar as regras atuais. “Os Fiagros ainda serão a menina dos olhos do agronegócio. Eles vieram para atrair o investidor de fora, que quer comprar terras no Brasil”, diz Gabriel Hercos, sócio-diretor da área de Agronegócio e de Wealth Management do Ferraz de Camargo Matsunaga Advogados e cofundador do Grupo de Estudos de Tributação do Agronegócio (Geta).

Fiagro para investidores estrangeiros

Segundo Gabriel, o escritório do qual ele faz parte já começou a estruturar os Fiagros para estrangeiros. Um processo que tem tudo para ser uma tendência de mercado. “Quem tiver comprado um Fiagro, pode ganhar muito dinheiro em razão da valorização dos terrenos”.

O investidor de fora poderia tocar o negócio por meio de fundo exclusivo, estruturado para apenas um cotista – não é permitida a entrada de outros. Desta forma, é customizado, de acordo com as necessidades do investidor e conta com um gestor que será responsável pelo portfólio. Os custos são mais elevados e, por isso, é voltado a investidores com maior poder aquisitivo.

“O fundo exclusivo não é negociado em Bolsa de Valores. Normalmente as famílias ou pequenos grupos optam por ele. Essa seria a melhor forma de o investidor estrangeiro entrar no país, comprando as terras que escolher”, explica Gabriel.

Com conteúdo do site Valor Investe, um veículo Globo Notícias


Você também pode gostar
Redação IF Publicado em 20.maio.2022 às 09h28
Rio ou São Paulo: onde o aluguel é mais barato?

Se for para investir, cuidado. Até a poupança tem rentabilidade melhor do que a locação

Redação IF Publicado em 20.maio.2022 às 08h16
Bolsas asiáticas fecham em alta após China cortar taxa de juros

Mesmo assim, os investidores seguem atentos à perspectiva de aumento dos juros nos EUA

Redação IF Publicado em 20.maio.2022 às 08h09
Fundos de ações de Petrobras e Vale renderam até 25 vezes mais que o FGTS desde o lançamento

Trabalhador poderá usar dinheiro do fundo de garantia para comprar ações da Eletrobras

íon Itaú Atualizado em 20.maio.2022 às 07h15
O que explica o bom desempenho dos fundos multimercados desde o início de 2022?

Mesmo com o cenário de alta volatilidade e incerteza na economia global, o primeiro quadrimestre registrou o melhor início de ano para esta classe desde 2009

Glossário IF Publicado em 19.maio.2022 às 17h57 Duração 3 min.
O que é a Anbima?

Essa organização representa bancos, gestoras, corretoras, distribuidoras e administradoras

Anne Dias Publicado em 19.maio.2022 às 16h31
Dica do especialista: conheça os bastidores do nascimento do Plano Real

Muito do que vivemos hoje nasceu naquele período, mostra o livro Saga brasileira, de Miriam Leitão