Primeiro Fiagro do país inicia negociação de cotas a investidores na B3

O Fiagro é semelhante ao fundo imobiliário, mas tem foco no setor de agronegócio

Fiagro
– Ilustração: Renata Miwa

Pontos-chave

  • A ideia do fundo é fazer com que o investidor possa aplicar no agronegócio brasileiro
  • A Galapagos captou cerca de R$ 50 milhões na primeira rodada

A Galapagos Capital deu início à negociação das cotas de seu Fundos de Investimento nas Cadeias Produtivas Agroindustriais (Fiagro), o primeiro ativo do país, na B3, com o ticker GCRA11. Antes, só poderiam participar do fundo investidores profissionais, conforme instrução normativa 476 da CVM. O Fiagro é semelhante ao fundo imobiliário, mas tem foco no setor de agronegócio, com as carteiras compondo papéis que financiam este mercado ou ativos que estejam diretamente ligado a ele.

Retorno

Criado em agosto, na esteira do lançamentos dos Fiagro no país, a Galapagos captou cerca de R$ 50 milhões na primeira rodada. Em dezembro, na segunda leva, a gestora levantou mais R$ 30,3 milhões, com a participação de 604 investidores, chegando a um total de 984 investidores, com 419,4 mil cotas emitidas. Também de acordo com a Galapagos, o rendimento aos primeiros investidores, pago em dezembro, foi de R$ 1,42 por cota (com dividend yield de 17%), enquanto os da segunda rodada receberam R$ 0,18 por cota.

O que você tem a ver com isso?

O Fiagro permite com que pessoas físicas ou jurídicas, nacionais ou estrangeiras invistam no agronegócio brasileiro. O ativo nasceu para fomentar a cadeia agroindustrial do Brasil e dar oportunidade a todos que queiram participar de um setor relevante para a economia do país. E, de quebra, você pode, mais uma vez, diversificar sua carteira de investimentos.

Existem três tipos de Fiagro: Direitos Creditórios (Fiagro-FIDC), Imobiliários (Fiagro-FII) e Participações (Fiagro-FIP). Por enquanto, o Fiagro-FIDC e o Fiagro-FIP são restritos para investidores qualificados, ou seja, para quem tenha investimentos superiores a R$ 1 milhão. Apenas o Fiagro-FII é aberto ao público geral e permite a entrada de investidores menores. 

Com reportagem do Valor PRO, serviço de informações e notícias em tempo real do Valor Econômico


Você também pode gostar
Redação IF Publicado em 01.jul.2022 às 18h00
Ibovespa tem sessão de alta liderada por Petrobras e sobe 0,29% na semana

Entre as baixas, se destacaram empresas do setor de minério de ferro devido à preocupação com a retomada da China

Papo de Finanças Atualizado em 02.jul.2022 às 08h21
Como as eleições interferem nos seus investimentos?

De alguma maneira, seu bolso será afetado pelas eleições do fim do ano. O que pode acontecer? Nina Silva explica

Redação IF Publicado em 01.jul.2022 às 15h23
Track&Field anuncia programa de recompra de ações; conheça a estratégia

Muitos motivos levam uma empresa a realizar uma OPA, e você pode ganhar dinheiro com isso

Redação IF Atualizado em 01.jul.2022 às 15h13
Dólar dispara e supera R$ 5,33 com temores de recessão global no radar

Mercado também repercute aprovação de PEC que libera gasto bilionário às vésperas das eleições

Redação IF Publicado em 01.jul.2022 às 10h21
Criptomoedas iniciam julho no vermelho com bitcoin abaixo de US$ 20 mil

Bitcoin teve sua pior perda trimestral em mais de uma década

Redação IF Publicado em 01.jul.2022 às 08h43
Valor Econômico Publicado em 01.jul.2022 às 08h34
Cenário de recessão pode piorar mercado acionário nos EUA, alerta pesquisador

Noriel Roubini considera como 'perigosamente ingênua' a visão de analistas que a recessão será leve e de curta duração