Perdeu dinheiro investindo? Saiba por onde recomeçar

Estudar mais sobre investimentos e focar na renda fixa te ajudam a voltar a ter uma carteira no azul

Arrisquei tudo numa tacada e perdi dinheiro, e agora?
– Ilustração: Renata Miwa

Pontos-chave

  • Além de estudar sobre investimentos, você deve recomeçar aos poucos
  • Para compor uma carteira de investimentos mais segura, aproveite os rendimentos da renda fixa

No mercado financeiro, investir nem sempre é sinônimo de ganhar dinheiro – principalmente quando o assunto é renda variável e ativos mais arriscados. “Muita gente tem perdido dinheiro porque o mercado está muito volátil. Além disso, as pessoas costumam achar que o mercado de renda variável e da Bolsa é um lugar para ganhar dinheiro rápido, e isso não é verdade”, ressalta Graziela Fortunato, especialista em finanças pessoais e coordenadora do MBA em Finanças Corporativas do IAG – Escola de Negócios PUC-Rio. 

Mas, afinal, o que fazer depois de perder uma quantia investindo? Antes de tudo, é importante não deixar a emoção tomar conta e não se desesperar para recuperar o dinheiro em ativos ainda mais arriscados. É hora de olhar (com cuidado) para o futuro. “O primeiro passo é estudar os fundamentos do que você pretende investir. Na internet mesmo tem muita informação. Estudar sobre o ativo é fundamental para fazer escolhas mais assertivas”, explica Graziela. 

Retome aos poucos

Além de estudar sobre o tema, você deve recomeçar aos poucos. Se ainda não tiver uma reserva de emergência ou se precisou usá-la nesse momento de aperto, é hora de juntar novamente o recurso e aplicar em investimentos mais conservadores. “Se você quer investir em renda variável, é importante reservar uma pequena parcela, já que você estará em uma curva de aprendizado. Ou seja, você corre o risco de perder novamente. Precisa ser um dinheiro que não fará falta no futuro”, ressalta a especialista em finanças. 

Aproveite a renda fixa e diversifique

Para compor uma carteira de investimentos mais segura, você pode aproveitar os rendimentos da renda fixa. “Estamos em um bom momento, com opções de renda fixa pagando muito bem por conta dos juros mais altos. Se você ficar com o papel até o vencimento, não tem risco de rentabilidade”, ressalta Graziela. 

Outra dica da especialista é diversificar a partir do seu perfil de investidor. “Diversificar é a palavra chave. Para isso, você precisa identificar seu apetite ao risco. E não é só sobre ser conservador ou arrojado. Você pode ser arrojado, mas precisar desse dinheiro para amanhã. Você tem que ter muito claro seus prazos e o quanto está disposto a arriscar”, explica. 

Investir em quê? Encontre e compare investimentos de todo o mercado

Parceiro da Inteligência Financeira, o Investir em Quê? é sua fonte confiável para buscar onde investir com isenção, transparência e sem complicação


Você também pode gostar
Redação IF Publicado em 01.jul.2022 às 18h00
Ibovespa tem sessão de alta liderada por Petrobras e sobe 0,29% na semana

Entre as baixas, se destacaram empresas do setor de minério de ferro devido à preocupação com a retomada da China

Papo de Finanças Atualizado em 02.jul.2022 às 08h21
Como as eleições interferem nos seus investimentos?

De alguma maneira, seu bolso será afetado pelas eleições do fim do ano. O que pode acontecer? Nina Silva explica

Redação IF Publicado em 01.jul.2022 às 15h23
Track&Field anuncia programa de recompra de ações; conheça a estratégia

Muitos motivos levam uma empresa a realizar uma OPA, e você pode ganhar dinheiro com isso

Redação IF Atualizado em 01.jul.2022 às 15h13
Dólar dispara e supera R$ 5,33 com temores de recessão global no radar

Mercado também repercute aprovação de PEC que libera gasto bilionário às vésperas das eleições

Redação IF Publicado em 01.jul.2022 às 10h21
Criptomoedas iniciam julho no vermelho com bitcoin abaixo de US$ 20 mil

Bitcoin teve sua pior perda trimestral em mais de uma década

Redação IF Publicado em 01.jul.2022 às 08h43
Valor Econômico Publicado em 01.jul.2022 às 08h34
Cenário de recessão pode piorar mercado acionário nos EUA, alerta pesquisador

Noriel Roubini considera como 'perigosamente ingênua' a visão de analistas que a recessão será leve e de curta duração