Número de investidores em Tesouro Direto aumenta quase 74% em março

Quantidade de pessoas é a maior da série histórica iniciada em 2002

cropped-TesouroDireto_ilustra-1.jpg

Pontos-chave

  • Os títulos indexados à inflação corresponderam a 31,5% do total
  • Investimento em prefixados representa 10,53%

O número de investidores cadastrados no Tesouro Direto aumentou 73,94% em março, na comparação com março de 2021, informou a Secretaria do Tesouro Nacional, no Balanço do Tesouro Direto. São ao todo 17.891.025, dos quais 1.900.778 têm alguma aplicação no programa. O número de investidores ativos é o maior da série histórica iniciada em 2002.

Entre os fatores para o aumnto no interesse por esse tipo de aplicação, os técnicos do Tesouro apontam as oscilações da Bolsa de Valores, acentuadas pela guerra entre Rússia e Ucrânia. A alta da taxa Selic, atualmente em 11,75% ao ano, também aumenta a procura por papéis indexados a ela.

O Tesouro Selic respondeu por 57,97% das vendas realizadas no Tesouro Direto no mês de março. Foram vendidos R$ 2,40 bilhões e resgatado R$ 1,04 bilhão, resultando numa emissão líquida de R$ 1,36 bilhão.

Os títulos indexados à inflação (Tesouro IPCA+ e Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais) corresponderam a 31,5% do total das vendas e os prefixados, 10,53%.

No total, foram realizadas em março 581.497 operações, no valor total de R$ 4,13 bilhões. Os resgates chegaram a R$ 2,02 bilhões. Dessa forma, houve emissão líquida de R$ 2,11 bilhões.

As aplicações de até R$ 1 mil representaram 58,43% das operações de investimento no mês, segundo o Tesouro Nacional. No entanto, o valor médio por operação foi de R$ 7.105,91.

Quanto ao prazo, a maior parcela das vendas se concentrou nos títulos com vencimento entre 1 e 5 anos, que alcançaram 81,25% do total. As aplicações em títulos com vencimento acima de 10 anos representaram 17,09%, enquanto os títulos com vencimento de 5 a 10 anos corresponderam 1,66% do total.

O estoque aplicado no Tesouro Direto chegou a R$ 86,41 bilhões, um aumento de 3,87% em relação ao mês anterior, quando atingiu R$ 83,19 bilhões.

Apesar da procura pelos títulos indexados à Selic, os papéis remunerados por índices de preços ainda são os mais representativos do estoque: R$ 47,29 bilhões, ou 54,72% do total. Na sequência, vêm os títulos indexados à taxa Selic, totalizando R$ 24,87 bilhões (28,78%), e os títulos prefixados, que somaram R$ 14,25 bilhões, com 16,49% do total.

A parcela do estoque com vencimento em até 1 ano fechou o mês em R$ 6,43 bilhões, ou 7,44% do total. Entre 1 e 5 anos, foi de R$ 55,60 bilhões (64,34%). Acima de 5 anos, R$ 24,39 bilhões (28,22%).

Com conteúdo VALOR PRO, o serviço de informação em tempo real do Valor Econômico


Investir em quê? Encontre e compare investimentos de todo o mercado

Parceiro da Inteligência Financeira, o Investir em Quê? é sua fonte confiável para buscar onde investir com isenção, transparência e sem complicação

Você também pode gostar
Anne Dias Publicado em 20.maio.2022 às 11h12
Redação IF Publicado em 20.maio.2022 às 11h04
Dólar cai até R$ 4,89 e juros futuros oscilam perto da estabilidade

Moeda americana se desvaloriza em todo o mundo nesta manhã

Redação IF Publicado em 20.maio.2022 às 11h01
Bolsas de NY apontam para recuperação na sessão desta sexta

Mercado americano vem de dois pregões seguidos de queda

Manhã Inteligente Publicado em 20.maio.2022 às 10h40
ETFs de renda fixa, privatização da Eletrobras, queda de lucro de empresas

Isabella Carvalho e Caio Camargo falam sobre esses e outros assuntos que podem afetar seus investimentos nesta sexta (20)

Redação IF Publicado em 20.maio.2022 às 09h28
Rio ou São Paulo: onde o aluguel é mais barato?

Se for para investir, cuidado. Até a poupança tem rentabilidade melhor do que a locação

Redação IF Publicado em 20.maio.2022 às 08h16
Bolsas asiáticas fecham em alta após China cortar taxa de juros

Mesmo assim, os investidores seguem atentos à perspectiva de aumento dos juros nos EUA

Redação IF Publicado em 20.maio.2022 às 08h09
Fundos de ações de Petrobras e Vale renderam até 25 vezes mais que o FGTS desde o lançamento

Trabalhador poderá usar dinheiro do fundo de garantia para comprar ações da Eletrobras