Mulheres preferem investimentos com impacto ambiental e social, apontam estudos

Ativos baseados em valores aumentam o entusiasmo delas

Mulheres nas finanças

Pontos-chave

  • Cerca de 52% das mulheres preferem ações de empresas sustentáveis

Estudos apontam que as mulheres preferem aplicações financeiras que ajudam o meio ambiente e as causas sociais, conforme dados da rede de televisão dos Estados Unidos, a CNBC. O investimento baseado em valores aumenta o entusiasmo delas ao alocar o dinheiro e eleva a riqueza no longo prazo.

Cerca de 52% das mulheres preferem aportar recursos em ações de companhias que tenham um impacto social ou ambiental positivo, de acordo com um levantamento da Cerulli Associates. Isso é verdade para 44% dos homens.

Embora não seja um abismo enorme, a diferença de oito pontos percentuais é “significativa”, segundo Scott Smith, que liderou a pesquisa. A disparidade continua ao comparar mulheres e homens em diferentes faixas de idade e riqueza.

Outro estudo, da S&P Global, que entrevistou investidores em 11 países, apontou que cerca de 43% das mulheres, contra 34% dos homens, acham que a postura de uma empresa em questões ambientais ou sociais é “muito importante” ao decidir investir.

“Quase todas as novas clientes que recebo querem investir de acordo com seus valores”, afirmou Cathy Curtis, planejadora financeira cujos clientes são principalmente mulheres, ao site da rede de televisão dos EUA. “E se elas não fizeram isso antes, estão me pedindo para fazer agora”, disse.

Com conteúdo do site Valor Investe, um veículo Globo Notícias