Fundos imobiliários de tijolo demonstram potencial de alta

Ativos com cota de R$ 105 estão sendo negociados a R$ 70 na B3

Ilustração representa Investimentos no Mercado Imobiliário
– Ilustração: Marcelo Andreguetti/IF

Pontos-chave

  • É preciso que alguém pague pelo valor justo
  • A retomada acontece pela ocupação de áreas que estavam vagas

Os dois fundos de investimento imobiliário (FII) com a maior valorização em março foram o Brazilian Graveyard (CARE11) e o Newport Renda Urbana (NEWU11), com performance de 45,3% e 24,2%, respectivamente, no período, segundo dados divulgados pela casa de análise Spiti. Em comum, eles são dois FIIs com lastro em tijolos. Mais que um ponto fora da curva, Ricardo Figueiredo, especialista em fundos imobiliários da casa de análise, afirma que existem mais ativos dessa categoria com grande potencial de crescimento para investir. “Se os investidores resolverem pagar o ‘valor justo’ por determinado FII, há importante potencial, sim”, afirma Figueiredo. “Mas, claro, é preciso que alguém interprete e pague aquilo que é entendido como justo no valor (“valuation”) feito por nós, analistas.”

O que é um fundo de investimento de tijolo?

O especialista da Spiti exemplifica com um fundo de tijolo, que pode ser uma laje corporativa, um galpão logístico ou centro de distribuição, hotéis, hospitais ou shopping centers, entre outros, que tem cota patrimonial ao redor de R$ 105, mas o papel está sendo negociado a R$ 70 na bolsa de valores. Esse desconto de 33% é que representa a oportunidade de um ganho potencial para o investidor.

“Essa é uma assimetria muito favorável, afinal, o potencial de queda é muito menor do que a chance de alta. E um detalhe: se o ativo ficar ‘parado’ nos R$ 70, há um carrego de renda ao redor de 9% ao ano. Como FII é isento de imposto de renda, isso se compararia a um retorno de investimento em renda fixa na faixa de 10,5% a 11,5%, dependendo da faixa do IR”, diz Figueiredo.

Por que a cota de um fundo cai, mas a rentabilidade sobe?

O valor da cota de um FII e sua rentabilidade não sobem ou caem ao mesmo tempo nem pelo mesmo valor. Ambos têm certa independência, e isso pode ser bom para você, investidor e investidora. Quer saber por que isso acontece? Leonardo Nascimento, sócio-fundador da Urca Capital Partners, explica abaixo na Entrevista da Semana:

Qual é o futuro dos fundos imobiliários?

O especialista ressalta, porém, que essa alta ainda é uma pequena recuperação do que o setor perdeu durante a pandemia da covid-19. “Quando a gente olha para frente, ainda vemos muitos fundos com o valor dos ativos em níveis atrativos. O tombo foi tão grande que tivemos a devolução de uma pequena parte, então ainda há perspectiva de boa valorização”, disse. Para ele, de uma forma geral, a retomada dos resultados positivos se dá, também, pela ocupação dessas áreas que até então estavam vagas.

Com conteúdo do site Valor Investe, um veículo Globo Notícias


Investir em quê? Encontre e compare investimentos de todo o mercado

Parceiro da Inteligência Financeira, o Investir em Quê? é sua fonte confiável para buscar onde investir com isenção, transparência e sem complicação

Você também pode gostar
Redação IF Publicado em 17.maio.2022 às 15h36
Muitos investidores de criptomoedas não sabem o que estão comprando, diz dirigente do BoE

Jon Cunliffe, do banco central britânico, intensificou o pedido para que as autoridades regulem os criptoativos

Redação IF Publicado em 17.maio.2022 às 14h22
Nubank: analistas veem resultados positivos, mas inadimplência gera cautela

Desde o IPO, em 8 de dezembro, quando foi precificado a US$ 9, o papel do banco digital acumula queda de 50,2%

Redação IF Publicado em 17.maio.2022 às 11h27
Ibovespa opera em alta e busca retomar marca de 110 mil pontos

Bolsa busca quinto dia de ganhos, em meio ao alívio no exterior

Valor Econômico Publicado em 17.maio.2022 às 07h47
Maior parte das ações na Bolsa acumula queda desde início de 2021

Das 100 ações do IBrX, 64 têm perda no período

Diogo Rodriguez Publicado em 16.maio.2022 às 17h04 Duração 1 min.
O que é investir? Basicamente, é emprestar dinheiro

A gente ouve falar muito em investimentos. Mas o que é investir? O que significa esse ato? Veja mais no Me Explica na IF

Redação IF Publicado em 16.maio.2022 às 15h16
Estrangeiros já sacaram R$ 12,6 bilhões da Bolsa em maio

Movimento positivo no ano diminuiu para R$ 45,03 bilhões