Dica do especialista: faça contas antes de escolher entre renda fixa e variável

Este é um bom caminho para entender qual o melhor investimento para você nesse momento

Antes de optar pela renda fixa ou variável, tenha por perto a calculadora

Pontos-chave

  • É importante saber qual a taxa efetiva de retorno do investimento
  • Com o valor da taxa, é possível fazer uma comparação mais exata entre renda fixa e variável

Pergunta rápida: você sabe comparar um ativo de renda fixa com um de renda variável na hora de definir o investimento que quer seguir? Para Lucas Queiroz, estrategista do Research PF do Itaú BBA, essa dúvida é bem comum entre as pessoas que buscam poupar o seu dinheiro. Mas fique tranquilo, porque esta questão tem solução.

“Vou dar um exemplo: o investidor vai comprar uma ação por 10 reais. Então, ele imagina que esse ativo possa chegar a 20 reais. Portanto, ele já sabe exatamente qual vai ser o possível retorno efetivo para aquele investimento. Já quando esse mesmo investidor vai para o mundo da renda fixa, as opções que são oferecidas a ele vem em bases de percentual ao ano. Ou seja, ele vai comprar um título para 5 anos e sabe que vai ter uma rentabilidade de 10%, 13%, 15% ao ano, a depender do tipo de investimento. Mas ele tem dificuldade de comparar o 15% ao ano com aquele retorno da Bolsa”, comenta o especialista.

Calculadora a postos

Então, a dica de hoje de Queiroz é: “antes de olhar as suas opções, faça contas. Quanto que vai dar 15% ao ano? Qual a taxa efetiva desse retorno? E aí sim você vai conseguir comparar com aquele investimento, por exemplo, de renda variável. Eu acho que isso facilitará muito a vida de alguns investidores que estão em dúvida nesse momento.”

Então, já sabe: antes de escolher qual ativo incluir na sua carteira de investimentos, tenha ao seu lado a boa e velha calculadora. Uma companheira e tanto.  

Sobre o nosso Manhã Inteligente

Vem com a gente: o Manhã Inteligente acontece de segunda a sexta-feira, aqui no site da Inteligência Financeira e também nas nossas redes sociais (Linkedin e Instagram) e YouTube, agora em novo horário: às 8h30.

A Inteligência Financeira é um canal jornalístico e este conteúdo não deve ser interpretado como uma recomendação de compra ou venda de investimentos. Antes de investir, verifique seu perfil de investidor, seus objetivos e mantenha-se sempre bem informado.