Dica do especialista: título público atrelado à inflação

Tesouro IPCA + com vencimento para 2030 paga prêmio de 5,63% ao ano

DICA DO ESPECIALISTA
Victor Vietti, do Itaú Unibanco, mostra os investimentos para você ficar de olho – ou evitar

Pontos-chave

  • Alta dos preços ainda assusta investidores e consumidores
  • Título é indicado para proteger o patrimônio da inflação

A semana que começa hoje (16) tem poucas divulgações de dados econômicos, mas nesta terça-feira (17) saberemos a quantas anda um dos índices de inflação que pesa no seu bolso: o IGP-10, medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), que aponta o aumento de preços de matérias-primas e de serviços. “A expectativa é de que o índice venha mais moderado, o que pode indicar o começo da desaceleração da inflação”, afirma Victor Vietti, especialista líder em investimentos do Itaú Unibanco.

No Manhã Inteligente desta segunda-feira (16), Victor citou um papel específico para cenários como o atual: o Tesouro IPCA +, com vencimento para 2030, que paga prêmio de 5,63% ao ano. “Com a desaceleração da inflação, a parte prefixada tende a reduzir, afirma Victor.

O que é o Tesouro IPCA +?

O Tesouro IPCA+ é um ativo de renda fixa, com parte da rentabilidade atrelada ao IPCA, e outra parte a uma taxa prefixada. Os especialistas indicam este título para proteger o patrimônio dos investidores contra a inflação. O papel é mais indicado para quem não tem tanta pressa e pode deixar o dinheiro investido por cinco anos, por exemplo. Obviamente, você pode fazer o resgate antes disso, pelo mercado secundário, e pode perder rentabilidade.

A rentabilidade do Tesouro IPCA + pode ser de dois tipos: no vencimento ou semestralmente. E o Imposto de Renda segue a tabela regressiva, que começa em 22,5% indo até 15%, para prazos que variam de 180 a 720 dias investidos.

O que é o IGP-10?

O IGP-10 mede a evolução de preços entre o dia 11 do mês anterior e o dia 10 do mês atual. Ele é formado por 60% do IPA-10 (Índice de Preços por Atacado-10), 30% do IPC-10 (Índice de Preços ao Consumidor-10) e 10% do INCC-10 (Índice Nacional de Custos da Construção-10). De acordo com a FGV, o IGP-10 é o balizador de tarifas públicas, aluguéis e planos e contratos antigos de seguros de saúde. Sua importância, portanto, vem de toda essa abrangência.

Sobre o Nosso Manhã Inteligente

O Manhã Inteligente é nosso programa que trata do mercado financeiro e que acontece de segunda a sexta-feira, aqui no site da Inteligência Financeira e em nossas redes sociais (Linkedin e Instagram) e YouTube, sempre às 9h30.

A Inteligência Financeira é um canal jornalístico e este conteúdo não deve ser interpretado como uma recomendação de compra ou venda de investimentos. Antes de investir, verifique seu perfil de investidor, seus objetivos e mantenha-se sempre bem informado.

Investir em quê? Encontre e compare investimentos de todo o mercado

Parceiro da Inteligência Financeira, o Investir em Quê? é sua fonte confiável para buscar onde investir com isenção, transparência e sem complicação


Você também pode gostar
Papo de Finanças Publicado em 24.jun.2022 às 17h04 Duração 8 min.
Como ter segurança nos investimentos?

Você está se sentindo aflita com tanta instabilidade na economia? Nina Silva explica o que fazer em momentos tão tensos

Redação IF Publicado em 24.jun.2022 às 16h21
Americanos buscam ações defensivas com medo da recessão

Investidores monitoram o Fed, que quer derrotar a inflação a qualquer custo

Redação IF Publicado em 24.jun.2022 às 12h57
Dólar apresenta volatilidade e bate R$ 5,27 na máxima

Moeda americana opera sem uma tendência definida

Redação IF Publicado em 24.jun.2022 às 11h46
Redação IF Atualizado em 24.jun.2022 às 10h38
Bitcoin volta a ficar acima de US$ 21 mil

Ether supera US$ 1.200 apesar de atenção com Voyager e CoinFlex

Redação IF Atualizado em 24.jun.2022 às 14h12
Vai receber restituição do IR? Veja as melhores opções para investir seu dinheiro

Com juros altos, especialistas recomendam aplicações de renda fixa prefixada no curto prazo. Receita libera hoje consulta ao 2º lote de restituição do IR