CVM americana dobra equipe para proteger investidores de criptomoedas

Foram contratados advogados, especialistas em investigação e analistas de fraude

Diferença entre criptoativos e criptomoedas
– Ilustração: Renata Miwa

Pontos-chave

  • 20 profissionais foram contratados, somando 50
  • Contratações foram consideradas atrasadas e essenciais para regular a indústria

A Securities and Exchange Commission (SEC), CVM americana, anunciou que quase dobrará sua equipe responsável por proteger os investidores nos mercados de criptomoedas. A equipe de ativos e cibernéticos do regulador, uma unidade da divisão mais ampla de aplicação da SEC, dobrará seu número de funcionários para um total de 50 posições dedicadas a esta função. O principal agente da lei de Wall Street disse que as novas contratações incluirão advogados da equipe de investigação, advogados de julgamento e analistas de fraude. Tanto o presidente da SEC, Gary Gensler, quanto o diretor de execução, Gurbir Grewal, classificaram as contratações como atrasadas e essenciais para regular uma das indústrias mais novas e populares de Wall Street.

Objetivo é o policiamento das atividades com as criptomoedas

A unidade de criptomoedas da SEC “apresentou com sucesso dezenas de casos contra aqueles que buscam tirar vantagem de investidores nos mercados de criptomoedas”, disse Gensler em comunicado. “Ao dobrar o tamanho dessa unidade-chave, a SEC estará mais bem equipada para policiar irregularidades nos mercados de criptomoedas, enquanto continua a identificar questões de divulgação e controle em relação à segurança cibernética”.

Grewal acrescentou que as ameaças cibernéticas continuam a representar riscos “existenciais” para o sistema financeiro dos EUA. O anúncio ocorre quase oito meses depois que Gensler lamentou aos legisladores que sua agência precisava de mais funcionários para lidar com o volume de tecnologias financeiras novas e complexas.

Com conteúdo do site Valor Investe, um veículo Globo Notícias


Você também pode gostar
Redação IF Publicado em 25.maio.2022 às 10h10
Ibovespa tem tendência de queda com inflação e Petrobras se mantendo no radar

Investidores aguardam a divulgação da ata da última reunião do Fed

Redação IF Publicado em 25.maio.2022 às 09h54
Dólar sobe acompanhando exterior e juros futuros estendem alta da véspera

Divisa americana ganhava força no pregão desta quarta ante moedas de países emergentes

Redação IF Publicado em 25.maio.2022 às 08h55
Inflação: pequenas mudanças driblam a disparada dos preços

Com regras simples, você vai tomar as melhores decisões para o seu bolso

Glossário IF Publicado em 24.maio.2022 às 17h24
B3: como surgiu, qual é sua história, o que ela faz?

A Bolsa de Valores brasileira é uma das dez maiores do mundo e a maior da América Latina. Saiba mais no Glossário IF

Redação IF Atualizado em 25.maio.2022 às 08h00
Nubank renova mínimas históricas e já vale menos que o BTG. Efeito colateral do fim do lock-up?

Valor de mercado do Nubank corresponde a menos de um terço do Itaú, que vale US$ 48,8 bilhões; no IPO em dezembro, o Nubank estreou com valor de US$ 41,5 bilhões

Redação IF Publicado em 24.maio.2022 às 11h20
Dólar inverte sinal e passa a cair abaixo de R$ 4,80

Moeda americana era negociada a R$ 4,78 na mínima do dia

Manhã Inteligente Publicado em 24.maio.2022 às 11h19
Troca na Petrobras, queda do dólar, imposto para criptos

Isabella Carvalho e Caio Camargo comentam os assuntos que podem afetar seus investimentos nesta terça (24)

Redação IF Publicado em 24.maio.2022 às 10h23
Presidente do Bradesco diz que inflação deve começar a ficar ‘mais controlada’ a partir de 2023

Octavio de Lazari Junior acredita também que a taxa de juros 'só poderá ser reduzida no ano que vem'