Tipos de Renda (2)

(No texto anterior descrevemos os tipos de renda laboral: empregado e autônomo. Hoje falaremos sobre as rendas não laborais.)

2 – Rendas não laborais

São as rendas que não dependem de trabalho físico ou presencial. A renda não laboral é também chamada de renda passiva e pode ser classificadas ainda em: Renda de Capital, Renda Intelectual e Renda de Assistência.

Renda de Capital

É a renda de investimentos em dinheiro que pode estar em negócios próprios, imóveis, sociedades ou nos negócios de outros, via aplicações em papéis (ações, fundos, títulos etc.).

A renda de capital é renda de investidor, uma renda independente,

Independe do próprio trabalho, porque utiliza o trabalho e os negócios de outras pessoas. Ganha dinheiro com dinheiro. Você pode viajar, dormir até mais tarde, ficar doente ou aposentar-se que a renda continua sendo gerada. O sistema (negócio) continua a gerar lucro independentemente de suas horas de trabalho. O segredo é que seu dinheiro e as outras pessoas trabalham para o negócio funcionar.

Independe dos conhecimentos. Não precisa ser especialista (saber fazer), apenas competência para contratar pessoas que sabem. Sua renda vem das ideias e de habilidades para gerir sistemas de negócios. Ativos geram renda em um processo autossustentável.

Podemos considerar como renda de capital os benefícios da previdência complementar (privada), pois são oriundos de investimentos realizados ao longo dos anos.

Renda Intelectual

É a renda da criatividade. Uma vez criada a fonte, já não depende do trabalho (físico ou intelectual). São as rendas oriundas de direitos autorais, patentes, royalties, licenças etc.

É uma renda passiva, como os investimentos. Entretanto, difere deles por não depender de capital, apenas da criatividade e de um trabalho inicial, normalmente de caráter intelectual, como escrever um livro, compor uma música ou inventar algo novo.

A renda de um cantor é um bom exemplo. Enquanto a renda de shows ao vivo é laboral autônoma, a renda da venda de CD, DVDs etc., é renda não laboral intelectual.

Renda de Assistência

É uma renda não laboral. A renda de assistência pode vir dos benefícios de todos os tipos da previdência social (aposentadorias, pensões, etc.) e de outras fontes como os programas de transferência de renda do governo, por exemplo, o Bolsa-Família.

(No próximo texto conversaremos sobre a relação entre os tipos de renda e a Independência Financeira.)

(Extraído do Livro Os 7 hábitos das pessoas financeiramente felizes“)